Investimento possibilita mais gaúchos em eventos internacionais no Brasil

A presença gaúcha no Grand Slam de Judô do Rio de Janeiro e na Copa do Mundo de São Paulo, neste mês, não se restringirá aos 12 competidores que tentarão medalhas e pontos no ranking mundial. Em uma medida que visa a qualificação da modalidade no Estado, a Federação Gaúcha de Judô enviará aos dois eventos internacionais dirigentes, técnicos e mais um grupo de atletas. Eles acompanharão os treinos e os bastidores dos torneios.

“Esta ação não é isolada, e sim faz parte de um programa contínuo de capacitação de treinadores”, enfatizou o presidente da FGJ, Carlos Eurico da Luz Pereira, que continuou: “A medida é um investimento da FGJ, que pagará as despesas sobressalentes ao valor que repassado pela Confederação pelo Programa de Auxílio às Federações”, explicou. “É um esforço para ir além.”

Para o Grand Slam do Rio, em 18 e 19 de junho, irão Sandro Nery, Juliano Campos e Daniel Pires. Uma semana depois, André Oliveira, Rafael Oliveira e Luís Bayard vão para São Paulo para acompanhar a etapa da Copa do Mundo. Os dois torneios fazem parte do circuito mundial e rendem pontos válidos para a classificação aos Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem.

Além dos técnicos, o vice-presidente da FGJ, Henry Maggi, e o ouvidor, Luiz Maduro, também acompanharão os eventos. Após o Grand Slam, os atletas Jorge Alex, Guilherme Góes, Rodrigo Luna e Rafael Krugg vão participar do treinamento de campo internacional que ocorrerá no Rio, como convidados da CBJ, assim como Dione Barbosa, credenciada para os treinos devido ao título do Campeonato Brasileiro sub-20, no último mês.

Com o investimento da FGJ, ao todo, o judô gaúcho terá 25 representantes nos eventos internacionais, entre competidores e espectadores, o que, conforme o presidente Carlos Eurico, “agregará experiência para os eventos realizados no Estado, além de proporcionar intercâmbio aos atletas que forem treinar”. O dirigente salienta a medida: “Sem dúvida alguma é um grande investimento no futuro do judô gaúcho”, encerrou.

Como país anfitrião, o Brasil terá direito a uma delegação maior nos dois eventos. Na equipe, há 12 judocas que treinam no Rio Grande do Sul: Felipe Kitadai, Diego Santos, Moacir Mendes Júnior, João Derly, Renan Nunes e Walter Santos; Taciana Lima, Manoela Braga, Maria Portela, Natália Bordignon, Mayra Aguiar e Rochele Nunes.

Posted in Notícias and tagged , , , , , , , , , , , , , .

5 Comments

  1. Eu gostaria de parabenizar esta ação da Federação Gaúcha de Judô. Como uma afixionada por esporte acredito que estamos no caminho certo!

  2. Parabéns aos técnicos , certamente isso irá ampliar ainda mais a qualidade de nosso judô que muitos outros ainda estão por vir , SSHHHOOOSSS……..

  3. parabens aos atletas e os tetnicos,pelo esforço parabens para os que alcansarao os objtivos e os que nao alcansarao boa sorte para proxima

Deixe uma resposta