Kiko valoriza a troca de estilos e escolas em benefício dos atletas da Seleção

Troca de estilos é sempre benéfica”, avalia Kiko sobre treinamento

Contando com a participação de 14 atletas do Rio Grande do Sul, dentre os 38 brasileiros participantes, o treinamento promovido pela CBJ com delegações de Alemanha, Ucrânia, Espanha, Chile, Equador e El Salvador está se mostrando uma ótima oportunidade de intercâmbio, na avaliação do técnico Antônio Carlos Pereira, o Kiko. As atividades começaram na semana passada e vão até a próxima quinta-feira, em Pindamonhangaba, em São Paulo.

“Os treinos estão acontecendo com uma boa intensidade, e essa troca de estilos e escolas de judô é sempre muito benéfica aos nossos atletas”, comentou o sensei. “Em especial, a equipe da Alemanha é muito forte”, citou Kiko. O país europeu enviou ua equipe masculina principal completa, entre eles, o vice-campeão olímpico Edouard Trippel, prata em Tóquio, além de nomes conhecidos do circuito mundial, como Dominic Ressel (81kg), Karl-Richard Frey (100kg).

Da delegação “gaúcha”, estão os titulares da seleção Jéssica Lima (57kg/Sogipa), Ketleyn Quadros (63kg/Sogipa), Aléxia Castilhos (63kg/Sogipa), Maria Portela (70kg/Sogipa), Mayra Aguiar (78kg/Sogipa), Marcelo Gomes (90kg/Sogipa) e Rafael Macedo (90kg/Sogipa); os atletas de apoio Matheus Takaki (60kg/Sogipa), David Lima (73kg/Sogipa), Tiago Pinho (81kg/Sogipa) e Leonardo Gonçalves (100kg/Sogipa); além dos convocados da transição Henrique Gusmão (60kg/GN União), Paulo Rodrigues (66kg/Kiai) e Felipe Bothomé (81kg/Kiai).

Solidariedade

Também participa dos treinamentos a bicampeã mundial e bronze em Tóquio, Daria Bilodid, da Ucrânia. Ela, aliás, recebeu a solidariedade do presidente da CBJ por conta da guerra e mseu país. “Gostaria de reforçar que vocês são muito bem-vindas aqui no Brasil. Espero que estejam tendo uma ótima estada e aproveitando bastante esse treinamento. A CBJ estará sempre de portas abertas para vocês e já deixo o convite, extensivo a toda a seleção ucraniana, para voltarem no próximo treinamento que realizaremos em agosto”, disse Silvio Acácio.

Bilodid atualmente treina em Valencia, na Espanha, em um centro de treinamentos, com seu técnico Sugoi Uriarte. A mãe e a avó a acompanham na Espanha, mas seu pai, Gennadiy Bilodid, que também é judoca, não pôde deixar a Ucrânia. “Eu sou muito grata ao judô. Nesse momento difícil no meu país, muitas pessoas do judô me ajudaram, eu pude ver que tenho grandes amigos no judô. Sou muito feliz por estar nessa grande família do judô. É muito doloroso para mim, mas quando faço judô, quando treino, eu tento não pensar muito nessa situação e me ajuda, tanto mentalmente, quanto fisicamente”, descreveu a atleta.

Posted in Notícias and tagged .

Deixe uma resposta