FGJ distribui máscaras de proteção facial para professores comercializarem

Ação da FGJ distribui máscaras para serem comercializadas pelos professores

Em uma iniciativa para auxiliar a renda dos professores durante a pandemia de Covid-19, a Federação Gaúcha de Judô adquiriu máscaras de proteção facial – que ajudam na prevenção contra o novo coronavírus – e disponibilizou-as para que os professores comercializem.

“Estamos diante de uma grave crise econômica e muitos dos nossos senseis estão impossibilitados de trabalharem em seus clubes e academias, o que prejudica grave e diretamente os seus rendimentos. Então essa ação visa ajudá-los a enfrentar esse momento”, destacou o presidente da FGJ, César Cação, que enfatizou: “Todo o valor adquirido ficará com os professores”.

Os treinos de judô estão proibidos no Rio Grande do Sul em razão do decreto do governo estadual, que visa prevenir o contágio do novo coronavírus – que em 100 dias já fez mais de 500 vítimas fatais no Estado. A exceção se dá para atletas contratados de clubes, porém as regras de distanciamento invibilizam o contato físico entre os judocas.

“É um momento bastante delicado, estamos sensíveis a situação e conscientes da importância dessas medidas em benefício à saúde. Também estamos ansiosos pela volta, quando for possível. Esta ação, portanto, visa dar mais segurança aos nossos professores e atletas para atravessar essa dura situação”, concluiu Cação.

Produzidas pela Bravour, e com variadas estampas, as máscaras já estão sendo distribuídas desde o início da semana. A FGJ recomenda a atletas e demais interessados que procurem diretamente os seus professores para adquiri-las.

Posted in Notícias and tagged .

Deixe uma resposta