Mayra rio 2016 (7)

FGJ exalta a importância das mulheres para o judô gaúcho

A Federação Gaúcha de Judô aproveita a passagem do 8 de Março para exaltar o papel e a importância das mulheres no judô do Rio Grande do Sul e do Brasil, seja na organização da própria FGJ, no trabalho interno das equipes, assim como nos treinamentos e nas competições.

“Temos em nossos tatames uma presença maciça de mulheres e não é de hoje”, destaca o presidente da FGJ, César Cação. “E ficamos felizes ao festejar que elas não apenas treinam – e bem – como conquistam resultados extremamente relevantes, seja em nível nacional como internacional.”

“Apenas como exemplos entre tantos outras que diariamente vestem o judogui e ajudam na evolução da nossa modalidade, destaco que o RS é berço da única brasileira bicampeã mundial, Mayra Aguiar, assim como também de uma atleta do nível de Maria Portela, exemplo de raça e determinação, além de titular da Seleção há uma década”, citou.

Para Cação, é um trabalho longo e de continuidade, o das mulheres no Estado. “A primeira atleta olímpica do judô gaúcho foi Mariana Martins, em Sydney-2000, e, no ano passado, tivemos Eduarda Vaz Rosa, de 17 anos, brilhando além de nossas fronteiras nos Jogos Olímpicos da Juventude”, ressalta.

Eduarda Vaz Rosa é convocada para os Jogos Olímpicos da Juventude

“Poderia citar tantos outros exemplos aqui, porque são diversos, tamanha a relevância do papel da mulher no judô gaúcho”, conclui o dirigente. “Por isso, mais uma vez, em nome da FGJ, parabenizo: feliz dia internacional da mulher.”

Posted in Notícias and tagged .

Deixe uma resposta