Já de olho em Tóquio-2020, promessas do judô gaúcho obtêm vitórias em Lima

Promessas do judô gaúcho somam primeiros pontos no ranking mundial

Promessas do judô gaúcho, as unionistas Gabriela Clemente e Bruna Campos Silva somaram seus primeiros pontos no ranking mundial na categoria sênior. Cada uma venceu uma luta no Pan-American Open de Lima, no Peru, e agora somam 12 pontos nas respectivas categorias.

O Brasil conquistou ao todo dois ouros (Rafael Silva e Maria Suelen), duas pratas (Gabriela Chibana e Alex Pombo) e três bronzes (Eduardo Bettoni, Luciano Corrêa e Ketleyn Quadros), no evento.

Gabriela (48kg) venceu a peruana Lesly Cano, mas, em seguida, foi superada pela equatoriana Diana Cobos. Já Bruna (70kg) bateu a belga Lola Mansour no primeiro combate, porém ficou fora da disputa por medalhas ao ser derrotada pela equatoriana Vanessa Chala no confronto seguinte.

As duas subiram no tatame domingo, assim como o sogipano João Cesarino (+100kg), que deixou a competição na primeira luta, ao não conseguir vencer o belga Benjamin Harmegnies. No sábado, Felipe Kitadai (60kg), da Oi/Sogipa, perdeu na estreia, para o venezuelano Javier Guedez.

Técnico destaca “primeiro passo”

Treinador de Gabriela e Bruna no GN União, Rafael Garcia destacou o primeiro passo no sênior da dupla. “Nossa ideia era que elas ganhassem experiência em nível internacional em uma competição sênior. Mesmo tendo 17 anos, elas passaram da primeira rodada, isso é extremamente importante para o crescimento delas”, comentou.

Garcia ressaltou que o clube trabalha para o próximo ciclo olímpico, de Tóquio-2020: “É o nosso principal objetivo. Agora é formar e desenvolver, estar capacitando elas”, concluiu o professor.

Posted in Notícias and tagged , , , .

Deixe uma resposta