“Sensação é que o trabalho está dando certo”, conta Diego Santos

Diego posa para foto com a medalha,             ao lado do técnico Kiko e de Taciana | Foto: DivulgaçãoO último sábado foi muito especial na vida do ligeiro Diego Santos. Na Copa do Mundo da Venezuela, defendendo o quimono da Seleção Brasileira ele conquistou pela primeira vez uma medalha no circuito internacional. Antes do próximo desafio, na etapa de El Salvador, ele avaliou seu desempenho e comemorou: “É possível alcançar meus objetivos”.

Ainda na Venezuela, Diego recordou os momentos da Copa do Mundo. “É muito bom subir no pódio em uma competição internacional pelo fato de ter grandes atletas do ranking mundial competindo”, definiu. “É uma sensação de realização e você ver que seu trabalho está dando certo.”

A partir de agora, de acordo com ele, a pressão aumentará gradativamente por mais resultados, mas ele não se importa: “Com certeza a responsabilidade aumenta. Para isso, tenho quer continuar focado nos treinos e me dedicar cada vez mais”, acredita o atleta, de 21 anos de idade.

Baiano de nascimento, Diego treina na Oi/Sogipa desde janeiro e, neste período, já se classificou para a Seleção Brasileira e disputou o Grand Slam do Rio e a Copa do Mundo de São Paulo, no mês passado. A ascendência, segundo ele, é constante em Porto Alegre: “Meu judô evoluiu muito pelo fato de estar treinando em uma das melhores equipes do Brasil” – afirmou – “onde tem um bicampeão mundial que me ajuda muito e um grupo bem focado”, acrescentou. “Isso é fundamental.”

Ao lado dos gaúchos João Derly, Moacir Mendes Jr., Taciana Lima e Natália Bordignon, além do técnico Antônio Carlos Pereira, Diego embarca nesta quinta-feira a El Salvador, para defender o Brasil na Copa do Mundo. O grupo tenta conquistar mais pontos no ranking mundial, que define os atletas que lutarão nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

Posted in Entrevistas, Notícias and tagged .

Deixe uma resposta